Serviços

Amostragem de água subterrânea grab sample

Método que possibilita a coleta de amostras de água subterrânea diretamente em sondagens, sem instalação de poço de monitoramento.

A exclusiva ponteira de cravação, desenvolvida pela TRUSTY possibilita a coleta de amostras de água em intervalos de 30 cm, em diferentes níveis de profundidade. A ponteira apresenta abertura de 0,1 mm e elemento filtrante interno, que reduz significativamente os entupimentos de válvulas e mangueiras, devido à redução de sólidos presentes no líquido amostrado.

Os dispositivos de coleta podem ser bomba peristáltica ou mini-válvula com diâmetro de ¼”.

A coleta de amostras com Grab Sample não deve ser empregada como única forma de tomada de decisões. Mas pode ser muito bem empregada para o melhor entendimento dos formatos e distribuições de plumas de contaminação de águas subterrâneas, pois possibilita verificações expeditas da qualidade de águas subterrâneas.

Pode ser empregado também em due dilligences, em processos de aquisição ou transferência de imóveis.

Outra aplicação da coleta com Grab Sample é para a checagem da eficiência de sistemas de remediação, possibilitando as coletas de amostras pontualmente, no interior das plumas, entre poços de remediação.

Amostragem de solo

Nossa equipe está treinada para efetuar em campo medições de COV, coleta de solo utilizando-se de Direct Push Technology (DPT) em liners. Trabalhamos com equipamentos próprios, calibrados e de reconhecida qualidade, configurando-se como mais um serviço de apoio da TRUSTY na execução dos projetos de investigação, remediação e monitoramento de áreas contaminadas sob gestão de seus clientes.

Utilizamos também o piston sampler, equipamento que funciona como um amostrador de 1″ inserido num tubo de cravação, que permite a coleta de amostras de solo nos horizontes não saturado e saturado, sem que haja interferências ou retrocontaminações com as camadas perfuradas. Seu dispositivo de rosca inversa somente libera o amostrador no horizonte que se pretende amostrar, permitindo que se obtenham amostras de profundidades específicas, isentas de materiais da coluna perfurada.

Atualizamos nossos procedimentos pela nova norma ABNT, denominada de NBR 16434 – Amostragem de resíduos sólidos, solos e sedimentos – Análises de Compostos Orgânicos Voláteis (COV) – Procedimentos, utilizando nosso exclusivo “dispositivo de amostragem de COV em solo”, desenvolvido pela Trusty, que promove melhor eficiência e ergonomia para os nossos clientes e colaboradores.

Corte de piso com equipamento serra-copo

A TRUSTY adquiriu equipamento com capacidade para efetuar cortes em pisos de concreto, cimento, etc., nos diâmetros de 2” até 14”.O equipamento é fixado ao solo através de vácuo, o que garante maior segurança durante a operação e também evita a necessidade de fazer perfurações no solo para a fixação do equipamento.
Descomissionamento de poços tubulares profundos

A TRUSTY presta esse serviço de acordo com a Instrução Técnica do DAEE, executando todas as fases desse serviço, inclusive a retirada de motobombas submersas.
Desenvolvimento de ferramental para amostragem de solo multi-incremento

A TRUSTY desenvolveu ferramental específico para a realização de sondagens e amostragens multi-incremento.
O equipamento permite agilizar em muito a coleta de amostras de solo superficial, com aumento notável da quantidade de amostras coletadas por dia.

A ferramenta foi também desenvolvida para promover a redução de esforços da equipe de amostragem, com elevação da ergonomia durante os trabalhos, devido à sua elevada praticidade durante a utilização.
A ideia é que o equipamento possibilite a coleta por qualquer pessoa, desde que previamente treinada.

A TRUSTY oferece os serviços de campo para amostragem multi incremento e também fabrica e comercializa o equipamento no Brasil.

Kit composto por amostrador multi incremento (cruzeta, haste guia de cravação, cabeça batente, cilindro de amostragem (com comprimentos de 5, 10, 20, 30 e 45 cm), bico do amostrador), embolo extrator, martelo, espátula de aço inox, colher de aço inox e mochila.

Dispositivo de amostragem de COV em solo

A ABNT lançou uma nova norma, denominada de NBR 16434 – Amostragem de resíduos sólidos, solos e sedimentos – Análises de Compostos Orgânicos Voláteis (COV) – Procedimentos.

A norma estabelece as diretrizes para a realização de amostragem para COV em amostras de solo.

Pensando em facilitar os trabalhos dos nossos clientes no campo, saímos à frente e desenvolvemos o “dispositivo de amostragem de COV em solo”.

A partir de agora, passaremos a fornecer esse dispositivo junto com a nossa equipe em campo, sempre que se fizer necessária a amostragem de COV em solo, a fim de promover a melhor eficiência e ergonomia para os nossos clientes e colaboradores.

Fornecimento de estrutura completa para a implantação civil de sistemas de remediação ambiental

A TRUSTY possui equipe e infraestrutura completa para o fornecimento de implantação de sistemas de remediação.

A estrutura da TRUSTY possibilita a abertura e instalação de linhas, construção de caixas dos poços, obras civis complementares, montagens e interligações mecânicas e todas as atividades necessárias para a implantação de sistemas de remediação.

Instalação de eletrodos para remediação termal

A TRUSTY desenvolveu ferramental de perfuração específico para a instalação de eletrodos de remediação termal.

O ferramental possui diâmetro interno de 10 ¼” e diâmetro externo de 17”.Esta configuração possibilita a instalação de eletrodos com diâmetro de 8”.

A TRUSTY possui um caso concluído de instalação de sistema de remediação termal, incluindo a instalação completa dos eletrodos, poços de extração e monitoramento em aço inox e sensores de temperatura.

Instalação de poços de monitoramento profundos

Em sites onde se faz necessária a instalação de poços em profundidades superiores à 40 metros, a TRUSTY recomenda a utilização de fluido de perfuração, que pode ser à base de água ou ar comprimido, dependendo do comportamento mecânico das diferentes formações geológicas presentes em cada site.

Nos casos onde ocorrem formações geológicas inconsolidadas (sedimentos, solos de alteração, materiais de baixa coesão), faz-se necessária a utilização de sondagem rotativa, com circulação direta de fluido, com coleta de amostras em calha.

Nos casos onde ocorrem maciços rochosos ou formações com elevada competência mecânica e coesão, faz-se necessária a utilização de sondagem rotopneumática, com injeção de ar comprimido em alta ou baixa pressão.

Instalação de poços de remediação com filtros espiralados de aço inox

Poços de remediação podem ser construídos de várias maneiras, de acordo com cada projeto de intervenção e também conforme as peculiaridades de cada site.

Os poços de remediação podem ser utilizados de várias maneiras: bombeamento, extração de gases e líquidos, injeção de reagentes, vácuo, etc.

Nos casos em que o poço é utilizado para bombeamento e extração, o fluxo se dá preferencialmente a partir do aquífero para o interior do poço.

Nos casos em que o poço é utilizado para injeção de reagentes, o fluxo se dá preferencialmente a partir do interior do poço, para o aquífero, funcionando de maneira muito mais próxima de um dreno, do que um poço, propriamente dito.

Em ambos os casos, existem perdas de carga, relacionadas aos atritos gerados pelo fluxo, durante a passagem pelos filtros e entre os grãos de pré-filtro. Essas perdas de carga, denominadas de perdas de carga construtivas, interferem diretamente na eficiência dos processos de remediação, principalmente no médio e longo prazo.

A utilização de filtros espiralados de aço inox, apresentam inúmeras vantagens em relação aos filtros de PVC geomecânico, devido à sua maior porcentagem de área aberta e também pelos perfis das ranhuras em “V”, que reduzem significativamente as perdas de carga geradas pelo atrito. Considerando-se médio a longo prazo, os resultados são evidentes.

Para poços de bombeamento e extração, o perfil das ranhuras em “V”, deve ser posicionado voltado para o interior dos poços. Para os poços de injeção, o perfil das ranhuras deve ser posicionado para a porção externa do poço, onde está assentado o pré-filtro.

Outra vantagem apresentada pelos filtros inox, é a resistência maior, apresentada em contato com líquidos agressivos e também a maior resistência mecânica, quando o poço é submetido a pressões de injeção.

A TRUSTY fornece e instala filtros espiralados de aço inox, nos diâmetros de 2” até 6”.

Investigação de aquíferos fraturados Novo

A necessidade de detalhamento e entendimento do fluxo de contaminantes em áreas contaminadas, submete cada vez mais a necessidade de investigação e caracterização em níveis mais profundos. A constatação da presença de contaminação na interface solo/rocha sobre o topo rochoso, torna obrigatória a verificação da qualidade do aquífero fissural e a consequente perfuração em rocha.

A investigação em meio fraturado requer o modelamento e entendimento tridimensional das fraturas no maciço rochoso, se possível, caracterizando-se o padrão geoestrutural das fraturas. Uma ferramenta imprescindível para este entendimento é a utilização de Geofísica previamente aos trabalhos de perfuração em rocha. A obtenção de testemunhos de sondagem orientados também é de grande valia, quando o assunto é investigação de aquíferos fissurais.

Basicamente, existem dois métodos de perfuração em rocha disponíveis no mercado: sondagem rotativa diamantada e sondagem rotopneumática.

Os dois métodos apresentam vantagens e desvantagens, e demandam cuidados e adequações para o atendimento dos requisitos específicos dos projetos de Gerenciamento Ambiental de áreas contaminadas.

ROTOPNEUMÁTICA ROTATIVA
VANTAGENS
Maior eficiência e velocidade de perfuração em rocha sã
Baixo custo de execução
Maior precisão para verificação e registro da profundidade de fraturas
Identificação imediata da presença de água em fraturas
Medição de vazão de fraturas em tempo real
Não necessita utilização de água para a perfuração
Maior qualidade das amostras
Possibilita a verificação da atitude de fraturas (para os casos onde se obtém testemunhos de sondagem orientados)
Possibilita a verificação do preenchimento de fraturas por material fino ou alterado
Pode ser utilizada tanto para solos quanto para rochas alterada e sã
Equipamento compacto, canteiro montado em área menor e pouca restrição de acesso
Permite a coleta de amostras de solo em amostradores bipartidos
DESVANTAGENS
Não é recomendado para perfuração em solos
As amostras coletadas são fragmentos e pó de rocha
Equipamentos de maior porte e restrições de acesso mais frequentes
Devem ser tomados cuidados adicionais com a manutenção dos compressores e por vezes pode ser necessário o uso de filtros de linha
Gera excesso de poeira e particulados
Necessidade de utilização de filtros em série, ao longo da linha de ar comprimido
Utiliza grandes volumes de água para a perfuração
O tempo de execução é maior
O custo de execução é mais alto
Não possibilita a verificação imediata da presença de água em fraturas
O volume de amostras armazenado é maior
O tempo de desenvolvimento dos poços é maior e o volume de efluente gerado é maior

No caso da sondagem rotativa, deve-se atentar para a qualidade da água utilizada na sondagem, uma vez que essa água é circulada ou injetada durante as perfurações e, em muitos casos, acabam de certa forma se misturando com a água proveniente do maciço rochoso. Também é necessário remover do interior da sondagem toda a água injetada durante a execução das perfurações. Esta situação deve ocorrer todas as vezes em que for interceptada uma fratura, identificada através da descrição dos testemunhos de sondagem, descritos imediatamente após a sua retirada do tubo interno do barrilete, ou quando os testemunhos revelarem níveis com alteração acentuada, associados ou não à diminuição na taxa de recuperação dos testemunhos. Intervalos entre o bombeamento das sondagens e pausas para a verificação de eventuais recuperações de nível no interior das sondagens, podem auxiliar na identificação de fraturas com entrada efetiva de água. Neste caso a perfuração pode ser paralisada e o poço de monitoramento pode ser instalado, posicionando-se a seção filtrante curta diretamente na fratura. Outro detalhe importante é o check list do equipamento de sondagem, antes de sua ida ao campo, para evitar possíveis vazamentos de óleo hidráulico, combustível e graxa. Os equipamentos devem ser providos de acessórios que impeçam o vazamento de óleo e graxa diretamente no solo.

Quando se utiliza sondagem rotopneumática, alguns cuidados e adaptações devem ser feitos para garantir a segurança e qualidade necessária aos trabalhos em áreas contaminadas. Em primeiro lugar, é necessário um compressor, que esteja com a sua revisão em dia e em plenas condições de uso. Devem ser utilizados filtros (3 filtros em série) na linha de ar, sendo dois filtros coalescentes e um filtro adsorvente, para garantir a qualidade do ar injetado na sondagem. Devem ser abolidos todos os óleos lubrificantes do martelo de fundo. O reservatório de óleo lubrificante de martelo, presente na maioria das sondas rotopneumáticas, deve estar isolado da linha de ar. O único fluido a ser utilizado por este método de perfuração é o ar comprimido. Não deve ser injetada água junto com o ar comprimido. Antes da execução dos trabalhos, todas as mangueiras de ar comprimido da sonda e as hastes a serem utilizadas deverão ser limpas, com a utilização de ar comprimido, água e detergente. Durante a sondagem rotopneumática, para fins de investigação e remediação de aquíferos fraturados, faz-se necessária a presença de um geólogo e um sondador com experiência comprovada, pois a identificação de fraturas é feita durante a perfuração, de maneira instantânea. A descrição de amostras do pó de rocha, a sensibilidade adquirida pela experiência do sondador e a identificação ou não da entrada de água após o rompimento da fratura, podem ser feitas de maneira simultânea, pois o ar comprimido injetado na sondagem, retorna à superfície trazendo as amostras e também a água proveniente da fratura, caso esta exista. Um sondador com experiência é capaz de identificar uma fratura durante a perfuração, somente através das variações geradas no ruído do martelo, na vibração do hasteamento, no giro do motor da máquina, giro no motor do compressor, taxa de penetração e avanço da ferramenta, aumento da umidade nas amostras e outros detalhes que só a experiência em perfuração pode ensinar.

Seja qual for o método empregado na perfuração em rocha, as amostras de água subterrânea podem ser coletadas de algumas maneiras diferentes:

  • As coletas podem ser feitas diretamente nas fraturas, com as perfurações “abertas”, utilizando-se packers ou obturadores.
  • Também podem ser instalados poços de monitoramento no interior das sondagens e podem ser instalados com coluna de PVC Geomecânico 2” ou 1”, no caso de monitoramento de uma única fratura ou um único nível fraturado.
  • Para os casos onde serão monitoradas várias fraturas em um mesmo ponto, conjuntos multiníveis podem ser utilizados, como os poços CMT ou outros existentes no mercado. Para a instalação dos poços CMT, devem ser utilizados pellets de bentonita revestidos, para garantir a correta instalação dos selos de isolamento.

A Trusty oferece todos os equipamentos, know how e equipe capacitada, necessários para a instalação de poços e monitoramento em aquíferos fraturados. Faça uma consulta conosco.

Piston Sampler e Dual Tube Novo

O revestimento contínuo das paredes da sondagem feito com dual tube, de maneira simultânea à amostragem contínua do perfil de solos, promove a estabilidade da perfuração e aumenta a capacidade de penetração dos conjuntos de amostragem de solo até níveis mais profundos.

Em muitas situações, especialmente em trabalhos de amostragem contínua de solo na zona saturada, ocorre o desmoronamento sistemático e instantâneo das paredes das sondagens, ocasionando obstrução das sondagens e, em muitos casos, tornando necessária a circulação de fluido de perfuração para o avanço da perfuração. A melhor maneira de se amostrar solo na zona saturada, sem circulação de fluido de perfuração e garantindo a impossibilidade de contaminação cruzada da amostra, é fazendo uso do conjunto piston sampler. O dispositivo de fechamento e abertura do amostrador permite a coleta de amostras representativas em intervalos de profundidade pré-determinados, sem interferência ou geração de contaminação cruzada.

A combinação e associação entre os conjuntos de ferramentas piston sampler e dual tube garante a máxima segurança e qualidade para a amostragem contínua de solos, especialmente quando a amostragem é feita em meio saturado.

Poços CMT (Continuous Multichannel Tubing) Novo

Os poços CMT de fabricação solinst, são conjuntos de poços multiníveis em corpo único que possibilitam, em apenas uma única instalação, o monitoramento de até 7 (sete) zonas distintas.

Através do posicionamento das “janelas” de amostragem em diferentes níveis estratigráficos, faz-se o monitoramento da qualidade da água subterrânea em diferentes camadas, permitindo a caracterização tridimensional de plumas de contaminantes em aquíferos granulares.

A preparação das janelas de amostragem pode ser feita em campo, possibilitando o posicionamento dos diferentes níveis de amostragem, de acordo com os resultados obtidos durante as sondagens e amostragens realizadas. A flexibilidade quanto ao posicionamento e distanciamento entre as diferentes zonas alvo do monitoramento, faz do CMT um conjunto que pode ser moldado e instalado nas mais diversas situações.

Os conjuntos também podem ser instalados em aquíferos cristalinos, permitindo a amostragem de diferentes fraturas interceptadas na mesma perfuração.

O isolamento entre os níveis de amostragem deve ser feito com a aplicação de pellets de bentonita revestidos.
A Trusty está habilitada e credenciada pela AgSolve (revendedor solinst no Brasil) para a instalação de poços CMT em aquíferos granulares e fraturados. Faça uma consulta conosco.

Poços de monitoramento de águas subterrâneas

A TRUSTY providencia a instalação de poços de monitoramento de águas subterrâneas em estrito cumprimento à norma ABNT NBR 15495-1: Poços de monitoramento de águas subterrâneas em aquíferos granulados Parte 1: Projeto e construção.

Utilizamos materiais de excelente qualidade (tubos EP, pré-filtro de areia grossa, bentonita em pellets), de acordo com a recomendação da CETESB, e acabamentos com câmaras de calçada em alumínio que permitem o necessário isolamento do poço de monitoramento do ambiente externo.

Nossas equipes podem efetuar este serviço através de trado motorizado para perfurações rasas ou de Sonda Hollow Stem Auger (HSA) montada sobre caminhão para perfurações mais profundas (até 50 metros), permitindo uma versatilidade muito grande para o pleno desenvolvimento de seu projeto.

Perfuramos com trados de 7,5″ e 10″ e instalamos poços de monitoramento, poços multiníveis, poços pre packed e poços de remediação.

Poços de monitoramento multiníveis com double casing

Investigações ambientais em áreas urbanizadas e industriais requerem certos cuidados,principalmente no que se refere à proteção dos níveis mais profundos dos aquíferos.

O impedimento do transporte de contaminantes a partir de níveis rasos do aquífero, para níveis mais profundos, através de migração ao longo de furos de sondagem e poços de monitoramento “abertos”, deve ser considerado, em todos os projetos de investigação de aquíferos
contaminados.

Em investigações ambientais detalhadas, faz-se necessária a instalação de poços de monitoramento multiníveis, que tem por finalidade investigar a presença de contaminantes em níveis mais profundos dos aquíferos subterrâneos.

Ocorre que, caso não sejam adotadas medidas cautelares, existe a possibilidade da geração de contaminações cruzadas, através da migração vertical de contaminantes, e a interconexão hidráulica entre diferentes níveis de um aquífero, geradas no interior de um poço multinível.

Uma solução capaz de impedir essa situação é a adoção de revestimento e isolamento das partes rasas do aquífero, evidentemente contaminadas, anterior à instalação do poço de monitoramento multinível.

Algumas empresas adotam a utilização de double casing, para garantir a vedação do aquífero raso e impedir que contaminantes migrem verticalmente ao longo de uma sondagem.

O procedimento consiste em executar a perfuração com diâmetro maior e instalar tubulação de revestimento de 10”, 8”, 6” ou 4”, dependendo de cada caso, nos primeiros horizontes do aquífero. O espaço anular entre a parede da perfuração e a parede externa do revestimento é preenchida com calda de cimento e bentonita, injetada com bomba e tubulação auxiliar.

Após a cura do selo de cimento, é então executada a perfuração para a instalação do poço de monitoramento do nível de profundidade desejado, caracterizando assim o double casing.

Este procedimento deve ser adotado também para a instalação de poços de monitoramento em aquíferos fraturados.

Poços de monitoramento de vapores no solo piezômetros sifonados ou tipo vector

Os piezômetros e os medidores de nível d´água constituem instrumentos que permitem identificar os valores ou níveis de pressões neutras (níveis piezométricos) no interior do maciço do aterro, gerados em função da presença de percolados e gases.

Os piezômetros sifonados ou piezômetros tipo vector, utilizados para a instrumentação de aterros sanitários, podem ser de câmara simples ou câmara dupla. São constituídos por dois tubos concêntricos cuja função principal é isolar a leitura do nível do líquido da influência dos gases presentes no maciço, com a criação de um sifão interno.

O sifão, quando preenchido pelo líquido percolado, permite a leitura do nível de chorume através do tubo interno e da pressão do gás através do tubo externo, sem a interferência da mistura (chorume + gases).

A TRUSTY pode fornecer para o seu projeto equipes para instalação e monitoramento destes instrumentos em campo.

Poços multiníveis e poços de remediação

A TRUSTY providencia a instalação de poços de monitoramento de águas subterrâneas em estrito cumprimento à norma ABNT NBR 15495-1: Poços de monitoramento de águas subterrâneas em aquíferos granulados Parte 1: Projeto e construção.

Utilizamos materiais de excelente qualidade (tubos EP, pré-filtro de areia grossa, bentonita em pellets), de acordo com a recomendação da CETESB, e acabamentos com câmaras de calçada em alumínio que permitem o necessário isolamento do poço de monitoramento do ambiente externo.

Nossas equipes podem efetuar este serviço através de trado motorizado para perfurações rasas ou de Sonda Hollow Stem Auger (HSA) montada sobre caminhão para perfurações mais profundas (até 50 metros), permitindo uma versatilidade muito grande para o pleno desenvolvimento de seu projeto.

Perfuramos com trados de 7,5″ e 10″ e instalamos poços de monitoramento, poços multiníveis, poços pre packed e poços de remediação.

Poços multirrevestidos Novo

Aquíferos multicamadas requerem cuidados especiais para a sua correta avaliação e investigação.

O isolamento inadequado entre diferentes camadas ou compartimentos hidrogeológicos pode ocasionar erros irreparáveis durante a caracterização e investigação de sites contaminados, sobretudo durante a etapa de delimitação vertical de plumas de contaminação.

A Trusty possui ferramental específico e infraestrutura para a instalação de até 4 níveis diferentes de isolamento entre camadas distintas. Oferecemos os serviços de perfuração e instalação de revestimentos para isolamento, nos diâmetros de 18”, 16”, 13”, 10 1/4”, 8”, 6” e 4”. A instalação do poço de monitoramento pode ser feita nos diâmetros de 2” ou 1”.

Os poços multirrevestidos, também chamados de poços telescópicos, constituem-se em instrumentos de proteção aos aquíferos profundos em áreas contaminadas.

Serviços de prospecção arqueológica

A TRUSTY foi contratada para a execução de serviços de prospecção arqueológica em site localizado na Baixada Santista.

Os serviços consistiram na execução de 60 sondagens com 1.5 metros de profundidade e uma trincheira com 7,0 x 1,0 x 1,0 metros.

Os sedimentos foram peneirados e analisados pelos especialistas da Consultora ambiental responsável pela execução do projeto.

Serviços de varredura de campo com equipamento localizador de tubulações (CAT)

A TRUSTY foi contratada para a execução de varredura de campo com equipamento localizador de tubulações (CAT), por uma empreiteira responsável pela construção de casas para o Programa Minha Casa Minha Vida.

Os serviços tiveram por objetivo o mapeamento de antiga tubulação edutora de água da Sabesp, que ainda se encontra ativa e abastece parte do Município de Tatuí/SP.

Graças aos trabalhos prestados pela TRUSTY, a tubulação foi mapeada por um trecho contínuo de 2 km e os projetos executivos da obra puderam ser redimensionados com segurança.

Sondagens Direct Push para injeção de reagentes em plumas de contaminação

Equipamento concebido para a injeção diretamente na sondagem, pelo interior das haste de perfuração, de reagentes formulados e projetados para o tratamento de plumas de contaminação em solo saturado, não saturado e águas subterrâneas.

Subdivididos em duas categorias:
• Injeção de reagentes oxidantes (bomba, misturador, coluna e ponteiras de injeção confeccionadas em aço inox); e
• Injeção de reagentes redutores (bomba, misturador, coluna e ponteiras de injeção confeccionadas em aço carbono).

Sondagem e amostragem de rejeitos da mineração Novo

Amostragem de materiais inconsolidados, à seco ou com utilização de fluidos de perfuração, dependendo das propriedades dos rejeitos. Utilização de técnicas de sondagem combinadas, tais como:

• Direct push
• Piston sampler
• Dual tube
• Single tube
• Core catchers
• Hollow stem auger
• Sondagem rotativa
• Sondagem rotopneumática
• Sondagem à percussão
• Instalação de piezômetros e poços de monitoramento
• Instrumentação

Sondagens geotécnicas

Sondagem à percussão com realização de ensaio SPT (Standard PenetrationTest)

Esta atividade é regulamentada pela NBR 6484/2001.

As medidas de SPT são obtidas de metro em metro com amostrador tipo Raymond de 50,8 mm.

As sondagens deverão ser iniciadas utilizando-se o trado concha até onde possível, passando-se a utilizar o trado helicoidal quando se tornar impossível o avanço com o trado concha.

A perfuração acima do lençol freático deverá ser feita com trado, exceto no caso de se encontrar material impenetrável à percussão.

No caso de ser atingido o nível freático, ou quando o avanço a trado helicoidal for inferior a 5 cm em 10 minutos de operação contínua de perfuração, poder-se-á passar para o método de percussão com circulação de água (lavagem). Para tanto, é obrigatória a cravação de revestimento.

O ensaio de penetração padronizado, denominado SPT (Standard Penetration Test), é executado no transcorrer da sondagem à percussão, com o propósito de se obterem índices de resistência à penetração do solo.

Este ensaio deve ser executado a cada metro, a partir de 1 metro de profundidade da sondagem, ou conforme especificação da fiscalização.

Sondagem mista e sondagem rotativa diamantada

Trabalho desenvolvido conforme a NBR 8036/2001.

As sondagens mistas deverão ser iniciadas utilizando-se de sondagem rotativa com circulação direta de fluido e com recuperação de amostras em solos e ensaios SPT a cada metro.

O trecho de solos será revestido com coluna de revestimento NW até o topo da rocha.

Será estipulado o intervalo de perfuração em 5,00 (cinco) metros contínuos de rocha sã ou pouco alterada, como critério de parada de sondagem.

Os testemunhos são acondicionados em caixas de madeira apropriadas, devidamente identificadas.

Subsurface clearence protocol (cable avoidance tool)

Investigações ambientais em áreas urbanizadas e industriais requerem certos cuidados, principalmente no que se refere à proteção das pessoas diretamente envolvidas nas atividades de perfuração.
As áreas industriais e urbanas, contém inúmeras utilidades subterrâneas, nem sempre identificadas em planta, muitas vezes sequer conhecidas e que podem vir a se tornar objetos de acidentes.

Redes elétricas, dutos de combustíveis líquidos, dutos de gás, tubulações de ar comprimido, linhas de vapor, linhas telefônicas, redes de água e outras tantas modalidades de interferências subterrâneas, podem se constituir em perigos à integridade física dos trabalhadores em serviços de sondagem, além dos prejuízos materiais causados pelo rompimento acidental de tubulações enterradas.

Os procedimentos comumente empregados no Brasil, não contemplam medidas de segurança que evitem o contato das ferramentas de perfuração com as indesejadas interferências, nem
tão pouco o contato humano com as ferramentas citadas, criando a possibilidade de conexão direta entre o corpo dos sondadores com as tubulações enterradas.

Algumas empresas adotam em escala global procedimentos adicionais de segurança, relacionados em protocolos denominados de Subsurface Clearence Protocol (SCP).

Tal protocolo prevê a execução de trabalhos anteriores à execução do “pré-furo”. Primeiramente, elege-se um responsável, com experiência comprovada em trabalhos de sondagem para investigação ambiental. Esse profissional realiza o pré-reconhecimento de campo, utilizando-se de equipamentos localizadores de tubulações, denominados de CAT (Cable avoidance tool). Esses equipamentos permitem detectar com segurança e elevado grau de confiabilidade a presença de tubulações nos locais de perfuração. Caso seja constatada a presença de tubulações sob os pontos de sondagem, os mesmos devem ser reposicionados, adotando-se como margem de confiança o raio mínimo de 3 metros de distância da tubulação detectada.

Após a utilização do CAT, deve-se então partir para a execução do “pré-furo”.
A condição de trabalho ideal é a utilização de air knife, para a execução da perfuração dos dois primeiros metros em cada sondagem.
Sabemos que a disponibilidade de equipamentos de air knife no Brasil, ainda é extremamente limitada. Desta forma, recomenda-se que a equipe de sondagem utilize luvas de alta tensão e que os primeiros 2 metros sejam executados manualmente, com emprego de trados de fiber glass, eliminando qualquer risco de contato direto com as interferências, principalmente redes elétricas subterrâneas.

Underground water sampling by using the grab sample method

A method that enables the collection of groundwater samples directly during boring operations, without the installation of a monitoring well.

The unique driving head developed by TRUSTY enables the collection of water samples in intervals of 30 cm, at different levels of depth. The driving head has a 0.1 mm opening and an inner filtering element, which significantly reduces clogging of hoses and valves, due to the reduction of solids present in the sampled fluid.
The collection devices may be a peristaltic pump or a mini-valve with ¼” in diameter.

The collection of samples by using the “Grab” Sample method should not be used as the only way of making decisions. But it can be very well used for the better understanding of the formats and distributions of groundwater contamination plumes as it enables a prompt verification of the groundwater quality.
It can also be used in due diligence in real estate acquisition or transfer procedures.

Another application provided by the collection with the “Grab” Sample method is to check the efficiency of remediation systems, enabling samples to be collected punctually, within the plumes, between remediation wells.

Soil Sampling

Our team is trained to measure volatile organic compounds (VOCs), collect soil through the Direct Push Technology (DPT) in liners and collect samples through bailers or low flow (with bladder or peristaltic pump) in groundwater monitoring well and subsurface water flows. We work with our own calibrated, recognized quality equipment to provide our clients with one more among TRUSTY’s support services in investigation, remediation and monitoring of contaminated areas.

We also use the piston sampler, which works as a 1’’ sampler inserted in a pitching pipe, which allows the collection of soil samples in saturated and unsaturated horizons, without the interference or contamination by drilled layers. Its reverse curl device only releases the sampler in the horizon for sampling, so that samples from specific depths can be obtained, free of materials from the drilled column.

We have updated our procedures in accordance with the new ABNT standard, NBR 16434 – Sampling of solid wastes, soils and sediments – Analyses of Volatile Organic Compounds (VOC) – Procedures, using our “exclusive VOC soil sampling device”, which promotes a better efficiency and ergonomics to our clients and collaborators.

Floor cutting using hole saw

TRUSTY acquired equipment with capacity to cut 2” through 14” diameter holes in concrete, cement and other types of floors.The equipment is vacuum-fixed to soil, which ensures extra safety during cutting and avoids the necessity of drilling the soil to fix the equipment.
Decommissioning of deep tubular wells

The TRUSTY provides such services in accordance with the DAEE Technical Instruction, performing all phases of this service, including the removal of submerged motor pumps.
Development of tools for multi-increment soil sampling

TRUSTY developed specific tools for drilling and multi-increment sampling.
The equipment speeds up the collection of surface soil samples, with notable increase in the number of samples collected per day.

The tool was also developed to reduce sampling team’s physical efforts, for it is more practical to use. The equipment was conceived so that anyone is able to conduct the collection after proper training.

TRUSTY offers field services for multi-increment sampling and manufactures and sells the equipment for such services in Brazil.

The kit is composed of multi-increment sampler (crosshead, pitching guide rod, stop pin, sampling cylinder [5, 10, 20, 30 and 45 cm in length], sampling nozzle), piston, hammer, stainless steel scoop, steel spoon and bag.

Soil VOC sampling device

ABNT released a new standard, named NBR 16434 – Solid residue, soil and sediment sampling – Volatile Organic Compound (VOC) Assessment – Procedures.

The standard sets forth guidelines to perform VOC sampling in soil samples.

Aiming at making our customer field works easier, we innovated and developed the ‘soil VOC sampling device’.

From now on, we will supply this device along with our field team, whenever the soil VOC sampling is required, in order to provide the best efficiency and ergonomics to our customers and collaborators.

Supply of a full structure for the civil implementation of environmental remediation systems

TRUSTY has its own team and the full infrastructure required for the supply of the implementation of remediation systems.

TRUSTY structure enables the opening and installation of lines, construction of well boxes, additional civil works, assembly, mechanical interconnections, and all activities necessary for the implementation of remediation systems.

Installation of thermal remediation electrodes

TRUSTY developed specific drilling tooling for the installation of thermal remediation electrodes.

The tooling has an internal diameter of 10¼ “and an outer diameter of 17”. This configuration allows the installation of 8″ diameter electrodes.

Among the works accomplished by TRUSTY, it is worth mentioning the implementation of a complete thermal remediation system, including the full installation of electrodes, stainless steel extraction and monitoring wells, and temperature probes.

Installation of deep monitoring wells

In sites where it is necessary to install wells at depths deeper than 40 meters, TRUSTY recommends the use of drilling fluid, which can be water- or compressed air-based, depending on the mechanical behavior of the different geological formations present at each site.

In cases where there are unconsolidated geological formations (sediments, soil change, low cohesion materials), the use of rotary drilling is necessary, with direct circulation of fluid, and the samples are collected in open channels.

In cases where occur rock masses or formations with high mechanical competence and cohesion, it is necessary to use roto-pneumatic drilling with high or low pressure compressed air injection.

Installation of remediation wells with stainless steel spiral filters

Remediation wells can be constructed in several ways, according to each intervention design and each site’s features.

Remediation wells can serve for a number of purposes: pumping, gas and liquid extraction, reagent injection, vacuum, etc.

When the well is used for pumping and extraction, the flow comes preferably from the aquifer to the inner part of the well.

When the well is used for reagent injection, the flow comes preferably from the inner part of the well to the aquifer, working much as a drain instead of a well.

In both cases, pressure is lost due to the friction caused by the flow during the movement inside the filters and the prefilter grains. These pressure losses interfere directly in the efficiency of remediation processes, mainly in the medium and long terms.

The use of stainless steel spiral filters is highly advantageous when compared to PVC filters with geomechanical properties, due to their larger percentage of open area and their V-shaped slots, which reduce significantly pressure losses caused by friction. In the medium and long terms, results are evident.

For pumping and extraction wells, the V-shaped slots must be placed facing the inner part of the wells. For the injection wells, the slots must be placed facing the outer part of the well, where the prefilter is placed.

Other advantage offered by the stainless steel filters is a greater resistance if in contact with aggressive liquids, as well as a mechanical resistance when the well is subject to injection pressures.
TRUSTY provides and installs 2” to 6” diameter stainless steel spiral filters.

Investigation of fractured aquifers Novo

The need of detailing and understanding the flow of contaminants in contaminated areas increasingly requires investigation and characterization in deeper levels. The confirmation of contamination in the soil/rock interface over the rocky top layer mandates the quality verification of the fissural aquifer and subsequent rock drilling.

Investigation in fractured areas requires a 3D modeling and understanding of fractures in the rock mass, and, whenever possible, with the characterization of geostructural fracture pattern. One essential tool for this comprehension is the use of Geophysics before rock drilling works.

Basically, there are two rock drilling methods currently available in the market: rotary diamond core drilling and rotary air blast drilling.

Both methods have their respective advantages and disadvantages, and require attention and adjustments for meeting specific requirements of Environmental Management projects of contaminated areas.

ROTARY AIR BLAST DRILLING ROTARY DIAMOND CORE DRILLING
ADVANTAGES
Higher efficiency and speed levels in unweathered rocks
Low execution costs
Higher accuracy for the verification and recording of fracture depths.
Immediate identification of water present in fractures
Real-time measurement of fracture flow
No water is necessary for drilling works
Higher quality samples
It enables the verification of fracture behavior (for cases where there are survey reports)
It enables the verification of fracture filling by fine or altered material
It can be used both for soils as altered and unweathered rock
Compact equipment, smaller worksite and reduced access restrictions
It allows soil collection in split spoon samplers.
DISADVANTAGES
It is not recommended to soil drilling
Collected samples are fragments and rock dust
Large-sized equipment with more access restrictions
Additional care must be taken with compressors’ maintenance; it may be necessary using line filters
It generates excess dust and particles
Series filters must be used, throughout the compressed air line
It uses large volumes of water for drilling
Longer execution times
Higher execution costs
It does not allow the immediate verification of water presence in fractures
Larger volume of analysis samples
Development time of wells is longer and generates larger volumes of effluents.

In the case of rotary air blast drilling, the water quality used in probing must be observed, since this water is circulated and injected during drillings and, in many cases, end up being mixed with the water in the rock mass. It is also necessary removing all the water from inside the probing that is injected during drillings. This situation must be true whenever a fracture is intercepted, identified by means of survey reports, described immediately after the removal of the inner tube of the barrel, or when survey reports indicate higher alteration levels, related or not to the decrease in the recovery rate of reports. Intervals between probing pumping activities and pauses for the verification of eventual recoveries at the probing level, can also assist in the identification of factures with actual water ingress. In this case, drilling activities can be interrupted and the monitoring well can be installed, positioned at a short filtering section, directly from the fracture. Another important detail is the checklist of probing equipment prior to going to field, in order to avoid possible leakage of hydraulic oil, fuel and grease. Equipment must be provided with accessories that prevent leakage of oil and grease directly into the soil.

When the rotary air blast drilling method is used, certain care and adjustments must be considered in order to ensure the necessary safety and quality levels to works at contaminated areas. First of all, a compressor is needed in good maintenance and use conditions. Three series filters must be used in the air line, with two coalescent filters and one adsorbent filter, in order to ensure the injected air quality while probing. No lubricant oil can be used with the hammer. The hammer lubricant oil tank, present in most of rotary air blast drilling, must be isolated from the air line. The only fluid to be used in this drilling method is compressed air itself. No water should be injected with the compressed air. Before starting work activities, all compressed air hoses and brackets to be used must be cleaned with compressed air, water and mild soap. During the rotary air blast drilling, for purposes of investigation and fractured aquifer remediation, it is necessary the presence of a geologist and an experienced driller, since the identification of fractures is done instantaneously during drilling activities. Description of rock dust samples, the acquired sensibility of an experienced driller and the identification or not of water ingress after breaking through fractures can all be done simultaneously, since the compressed air injected during drilling comes back to surface with samples and water from the fracture, if present. An experienced driller can identify a fracture during drilling, only by means of the variations occurring in hammer noise, vibration of rods and machine and compressor engine RPM variations, tool penetration and stroke rate, increase in sample humidity and other details only learned with years in the field.

Whatever is the method used for rock drilling, underground water samples can be collected in different ways:

  • Collections can be done directly from fractures, with “open” drillings, using packers.
  • Monitoring wells can also be installed inside drillings and can be installed with a 2” or 1” Geomechanic PVC column, in case of monitoring of a single fracture or single fractured level.
  • In cases where several different fractures at the same point, multiple level sets can be used, as the CMT wells or other available in the market. For the installation of CMG wells, coated bentonite pellets must be used for ensuring the correct installation of isolation seals.

Trusty offers the complete equipment, know-how and a qualified team, all important aspects to the installation of wells and fractured aquifer monitoring. Consult us.

Piston Sampler and Dual Tube Novo

The continuous coating of drilling walls made with dual tube, simultaneous to the continuous soil profile sampling, promotes a stable drilling and increases the penetration capacity of soil sampling sets to much deeper levels.

In many situations, especially in continuous soil sampling works in saturated zone, there is the systematic and instantaneous collapse of drilling walls, causing obstructed works and, in many cases, mandating the circulation of drilling fluid for the drilling progress. The best way of sampling soil in the saturated zone, without drilling fluid circulation and ensuring the impossibility of a cross-contaminated sample, is by using the piston sample set. The sampler’s closing and opening device allows the collection of representative samples in pre-determined depth intervals, without interference or cross-contamination.

The combination and association between piston sampler and dual tube devices ensures the maximum safety and quality to continuous soil sampling, especially when sampling is made in saturated areas.

CMT (Continuous Multichannel Tubing) wells Novo

CMT wells, manufactured by Solinst, are multichannel tubing sets in a single part, which enable in a single installation the monitoring of up to 7 (seven) distinct zones.

By means of the positioning of sampling “windows” at different stratigraphic levels, the monitoring of underground water quality is made at different layers, allowing the tridimensional characterization of contamination plumes in granular aquifers.

The preparation of sampling windows can be done in field, enabling the positioning of different sampling levels, according with results obtained during probing and sampling made. The flexibility in regards to the positioning and distancing between different monitoring target zones makes the CMT a set that can be adapted and installed in the most diverse situations. Sets can also be installed in crystalline aquifers, allowing the sampling of different fractures intercepted at the same drilling point. Isolation between sampling levels must be done with coated bentonite pellets.

Trusty is able and accredited by AgSolve (Solinst’ dealer in Brazil) for the installation of CMT in granular and fractured aquifers. Consult us.

Groundwater monitoring wells

TRUSTY installs groundwater monitoring wells in strict compliance with the ABNT NBR (Brazilian Rule of the Brazilian Association of Technical Rules) 15495-1: Groundwater monitoring wells in granular aquifers Part 1: Design and construction.

We work with excellent quality materials (EP pipes, coarse sand prefilter, bentonite pellets), according to recommendations of the CETESB—the company that monitors the environment in the state of São Paulo—, as well as aluminum manhole cover that properly isolates the monitoring well from external environment.

Our teams are able to provide the service using motorized rod for shallow drillings or Hollow Stem Auger (HSA) connected to a truck for deeper drillings (up to 50 meters). These many possibilities allow the full development of the client’s design.

We drill with 7.5″ and 10″ rods and install monitoring wells, multilevel wells, prepacked wells and remediation wells.

Double-cased multilevel monitoring wells

Environmental investigations in urban and industry areas urge specific caution, mainly related to the protection of the deepest aquifers.

The migration of contaminants from aquifer’s shallow to deep levels through boreholes and “open” monitoring wells must be avoided in every investigation of contaminated aquifers.

In detailed environmental investigations, it is necessary to install multilevel monitoring wells to detect contaminants in the deepest subsurface aquifers.

However, if protective measures are not adopted, there might be cross-contamination caused by downward migration of contaminants and hydraulic connection between different levels of an aquifer generated inside a multilevel well.

This problem can be resolved if aquifer’s shallow levels, which are demonstrable contaminated, are covered and isolated before the multilevel monitoring well is installed.

Some companies double case the wells, in order to ensure that shallow aquifers are properly sealed and avoid that contaminants migrate downward through the borehole.

The procedure consists of drilling a hole with greater diameter and installs a 10”, 8”, 6” or 4” casing pipe, as the case may be, in the aquifer’s first levels. The annular space between the borehole wall and the outer casing wall is filled with a cement and bentonite mixture injected by a pump and an ancillary pipe.

After cement seal is cured, drilling is made to install the monitoring well as deep as necessary, forming a double casing.

This procedure must also be adopted in the installation of monitoring wells in fractured aquifers.

Soil Steam monitoring wells – siphon or vector-type piezometers

Piezometers and water level measurement devices are instruments that identify the values or levels of neutral pressures (piezometric levels) in the landfill mound, generated due to the presence of percolating liquids and gases.

Siphon or vector-type piezometers used in the instrumentation of landfills can have simple or double chamber. They are composed of two concentric pipes which main purpose is to prevent the reading of the liquid level from being influenced by gases in the landfill mound by creating an internal siphon.

This siphon, when filled by percolated liquid, allows the reading of the level of leachate through an internal pipe and gas pressure through outer pipe, without the interference of mixtures (leachate + gases).

TRUSTY can provide your design with skilled teams to install and monitor these instruments on field.

Multilevel wells and remediation wells

TRUSTY installs groundwater monitoring wells in strict compliance with the ABNT NBR (Brazilian Rule of the Brazilian Association of Technical Rules) 15495-1: Groundwater monitoring wells in granular aquifers Part 1: Design and construction.

We work with excellent quality materials (EP pipes, coarse sand prefilter, bentonite pellets), according to recommendations of the CETESB—the company that monitors the environment in the state of São Paulo—, as well as aluminum manhole cover that properly isolates the monitoring well from external environment.

Our teams are able to provide the service using motorized rod for shallow drillings or Hollow Stem Auger (HSA) connected to a truck for deeper drillings (up to 50 meters). These many possibilities allow the full development of the client’s design.

We drill with 7.5″ and 10″ rods and install monitoring wells, multilevel wells, prepacked wells and remediation wells.

Multicoated wells Novo

Multilayered aquifers require special care for their correct evaluation and investigation.

The inadequate isolation between different hydrogeological layers or compartments can cause irreparable errors during the characterization and investigation of contaminated sites, mainly during the vertical delimitation stage of contamination plumes.

Trusty has the specific tools and infrastructure for installation of up to 4 different levels of isolation between distinct layers. We offer drilling and isolation coating installation services, for diameters from 18”, 16”, 13”, 10 1/4”, 8”, 6” up to 4”. The installation in the monitoring well can be done for 2” or 1” diameters.

Multicoated wells, also called telescopic wells, are instruments that protect deep aquifers in contaminated areas.

Archaeological prospection services

TRUSTY was engaged to perform archaeological prospection in site located in Santos lowlands, at the coastal region of the state of São Paulo.

The services consisted of drilling 60 holes with 1.5 meter depth and opening a 7.0×1.0x1.0 meter trench.

The sediments were sifted and analyzed by specialists from the environmental consulting company responsible for the design.

Field clearance with cable avoidance tool (CAT)

TRUSTY was engaged to perform field clearance using CATs by a contractor responsible to build houses for the Brazilian Government Housing Program Minha Casa Minha Vida.

The service consisted of mapping old water eductor system of Sabesp—the company that provides basic sanitation services in the state of São Paulo—, which is still active and supplies part of the city of Tatuí, in the state of São Paulo.

TRUSTY services allowed for the mapping of water eductor system over a continuous 2 km area so that the construction engineering design could be adjusted safely.

Direct Push drilling for the injection of reagents in contamination plumes

Equipment designed for directly injecting into the boring, through the drill rod inner portion, reagents formulated and provided for the treatment of contamination plumes in saturated soil, unsaturated soil, and groundwater.

Subdivided into two categories:
• Injection of oxidizing reagents (pump, mixer, injection heads and casing made of stainless steel); and
• Injection of oxidizing reagents (pump, mixer, injection heads and casing made of carbon steel).

Probing and sampling mining tailings New

Sampling of unconsolidated material, dry or using drilling fluids, depending on the tailing properties. Use of joint probing techniques, such as:

• Direct push
• Piston sampler
• Dual tube
• Single tube
• Core catchers
• Hollow stem auger
• Rotary probing
• Air rotary probing
• Percussion probing
• Installation of piezometer and monitoring wells
• Instrumentation

Geotechnical boring

Percussion boring with Standard Penetration Test (SPT)

This activity is regulated by the NBR 6484/2001.

The SPT measures are taken meter by meter with a sampler type Raymond 50.8 mm.

The borings should be initiated by using the post hole auger as far as possible, and starting to use the screw auger when it is no longer possible to continue drilling with the post hole auger.

The drilling above the water table should be performed with an auger, except in the case of finding impenetrable materials to percussion.

In case of reaching the water table, or when the driving of the screw auger is less than 5 cm in 10 minutes of continuous drilling operation, the operation may be continued by using the percussion method with circulation of water (wash).Therefore, the lining (casing) boring is mandatory.

The standard penetration test (SPT) is performed in the course of the percussion drilling, for the purpose of obtaining levels of resistance to soil penetration.

This test should be performed every meter, 1 meter deep away from the boring, or according to the inspection specification.

Mixed drilling (with SPT) and rotary diamond drilling

Work performed according to NBR 8036/2001.

The mixed borings should be initiated by using rotary drilling with direct circulation of fluid and recovery of soil samples and SPT at each meter.

The soil portion will be covered with a NW column casing until the top of the rock.
An interval of five (5.00) meters of continuous drilling in sound rock or slightly altered rock will be stipulated as the drilling stopping criterion.

Core samples are packed in suitable wooden boxes, properly identified.

Subsurface clearence protocol (cable avoidance tool)

Environmental investigations in urban and industry areas urge specific caution, mainly related to the protection of people directly involved in drilling activities.
Industry and urban areas have several underground utilities not always identified in the plan or sometimes unknown, which may cause accidents.

Mains, liquid fuel ducts, gas ducts, compressed-air pipes, steam lines, telephone lines, water supply system and other types of subterranean interferences may cause physical harm to drillers and result in material losses from accidental breaking of buried pipes.

The procedures commonly followed in Brazil do not include safety measures that either prevent drilling tools from coming into contact with such interferences or prevent workers from coming into contact with such tools, which may cause a direct connection between the drillers’ bodies and the buried pipes.

Some companies adopt additional global procedures from the Subsurface Clearance Protocol (SCP).

This protocol provides for the performance of activities prior to drilling. First of all, a person with proven experience in environmental investigation drilling is appointed to be in charge. This professional makes the field clearance using Cable Avoidance Tools (CATs), which allow detecting pipes in the drilling zone with security and high level of reliability. If pipes are detected below the drilling zone surface, the drilling points must be positioned at least 3 meters far from the pipes.

After using CATs, prior drilling procedures begin.
The best procedure is to use air knife to drill the two first meters in each borehole.
We know that air knives in Brazil are poorly available. Thus, we recommend that the drillers wear high tension gloves and drill the first two meters manually using fiberglass rods, in order to avoid any direct contact with utilities, mainly subsurface mains.